E-mail Marketing: 7 erros que você não pode cometer

O e-mail marketing é uma poderosa ferramenta, não apenas de comunicação, mas também de venda – como já comentei com você neste texto – . No entanto, assim como qualquer estratégia de venda e comunicação, é preciso estar sempre atento a erros que podem prejudicar a sua imagem e afastar seus possíveis clientes, ao invés de conquistá-los.

 

E como amigo que é amigo de verdade, aponta o erro e mostra a solução, criei uma lista com 7 erros muito comuns no e-mail marketing, para que você possa evitá-los e solucioná-los.

 

1. Usar apenas imagens

Esse é um erro campeão em frustrar a experiência de um contato com a sua empresa. Quando você usa apenas imagens em um e-mail marketing duas coisas podem acontecer: 1º as imagens não carregarem e o usuário ficará sem saber qual era a mensagem do e-mail ou 2º ele não chegará nem a ver o e-mail, pois a probabilidade dele parar na caixa de spam é significativamente grande. Solução: ao criar um e-mail marketing com imagens seja seletivo em usar poucas e apenas aquelas que realmente são necessárias, ou então crie seu e-mail com um código HTML.

 

2. Usar linguagem automatizada

Criar textos padronizados, de forma que pareçam impessoais ou de que foram criados por um sistema mecânico, pode fazer com que o seu contato perda interesse pelos seus e-mails. Solução: para que o e-mail marketing conquiste a atenção do consumidor é necessário que ele se sinta único e importante, que ele entenda que aquele e-mail foi criado especialmente para ele. Personalizar o texto com o nome do contato é uma forma simples e prática de se aproximar dele.

 

3. Não proporcionar interatividade

Outro erro muito comum é enviar e-mails que não incentivem o retorno do contato, seja com opiniões, dúvidas e até mesmo críticas. O e-mail marketing é uma poderosa ferramenta de comunicação direta com o seu cliente, lembre-se sempre disso! Solução: incentive o contato a retornar o seu e-mail, mostre que você se importa com a opinião dele e que está disposto a começar uma conversa via e-mail.

 

4. Exagerar na frequência de e-mails enviados

Encher a caixa de entrada do seu contato com várias mensagens é uma péssima atitude, isso só irá contribuir para que ele deseje não receber mais seus e-mails. Solução: antes de criar uma campanha de e-mail marketing e coloca-la em ação, é extremamente importante criar um planejamento que indique a frequência com que eles serão disparados. Isso irá evitar que o contato se sinta incomodado e deseje não fazer mais parte da sua lista.

 

5. Não dar importância para o título do e-mail

Me arrisco em dizer que muitas vezes mais importante que o texto do seu e-mail marketing, é o título que você escolhe para ele. A primeira interação do usuário com o conteúdo enviado, será através do título do e-mail. Ele será o responsável em despertar ou não, a curiosidade do contato para posteriormente abrir e ler o seu conteúdo. Solução: use títulos de efeito, que sejam capazes de instigar a curiosidade de quem receber seu e-mail. Os seus contatos chegaram até você através de algum conteúdo que lhes despertou interesse, use isso a seu favor e crie títulos que você sabe que vão ganhar a atenção deles.

 

6. Não usar call to action

Não orientar o contato em relação ao o que você quer que ele faça, é um erro grave. E é para isso que servem as call to action, para orientar o usuário sobre o que você deseja que ele faça. Solução: é preciso ser ÓBVIO em relação a ação que você deseja que o contato tome. Use frases de ação diretas e claras, isso fará com que ele entenda de forma rápida e fácil o que é preciso fazer.

 

7. JAMAIS compre lista de contatos

Além de não ser nada ético, essa prática pode comprometer gravemente a imagem do seu negócio. Solução: conquiste seu contato, para que futuramente ele se torne um cliente. Você pode criar a sua lista de contatos através de landing pages responsáveis por divulgar seus produtos e/ou serviços. Desta forma todos os endereços de e-mail coletados serão de pessoas realmente interessadas no que você oferece.

 

Agora que você sabe o que não fazer, chegou a hora de colocar as soluções em prática. Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão bacana para compartilhar? Deixe seu comentário, afinal toda ajuda é bem-vinda 😉

 

Fique Informado!

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

No Comments Yet.

Leave a comment